Sobre

Mamãe Verde é um espaço criado para inspirar novas mamães a criarem seus filhos de um jeito mais sustentável, ético e consciente.

Olá!

Seja bem-vinda (o)!

Obrigada por estar aqui!

Eu me chamo Fernanda Ribolla (com som mais forte na letra “i” ;)) e sou mãe do Arthur, um garotinho de 2 anos.

Arthur chegou em 2014 e junto com ele, uma série de preocupações a respeito de seu futuro. O planeta Terra, que vive a maior crise ambiental de todos os tempos, deixa de ser a cada dia, morada segura para todos nós. Um cenário triste, que transita por intempéries climáticas e escassez dos recursos naturais, ameaça a sobrevivência das gerações que estão nascendo.

Parece dramático e exagerado, mas basta recorrer um pouquinho só ao que os especialistas dizem pra entender que estamos mesmo vivendo sob tensão. A natureza não consegue mais fornecer os recursos naturais que demanda o alto padrão de vida da nossa sociedade consumista e não há alternativas, se não encararmos um estilo de vida mais simples e modesto, com menos impacto ao meio ambiente e à própria sociedade.

Quando esperamos um filho, é natural que queiramos preparar a casa que irá recebê-lo. Tarefas como a montagem do enxoval, a decoração do novo quartinho e a organização do chá de bebê nos tomam, muitas vezes, uma bela quantidade de tempo, energia e dinheiro. A empolgação é tanta que, quando nos damos conta, compramos para muito além do necessário.

É claro que a publicidade nos dá uma forcinha nesse comportamento exagerado. Ela aparece por todos os lados para nos seduzir, através de milhares de comerciais e ações de marketing, dizendo que precisamos de todos aqueles aparatos e parafernálias para promovermos um melhor desenvolvimento aos nossos bebês. O golpe é baixo e se não estivermos bem conscientes, sucumbimos à tentação. O resultado é sempre o mesmo: objetos pouco ou nada usados, logo amontoados em um canto da casa, substituídos ou descartados muito rapidamente, gerando um tanto a mais de lixo no meio ambiente.

Aliás, quando falamos em lixo, estamos falando de uma questão que anda na contramão da saúde e da sustentabilidade. Estima-se que o brasileiro costuma juntar cerca de 1 quilo de lixo por dia. Descartá-lo indevidamente, não importa se é embalagem, sucata, plástico, resto de medicamento ou resíduo orgânico, contamina nosso ar, nossas águas e nossos solos, colocando nossa saúde em risco. Se qualquer pai e mãe desejam que seu filho cresça saudável, não parece óbvio que deveriam se comprometer a cuidar de seus resíduos, a começar pelo planejamento de suas compras?

Viver mais sustentável é sim um desafio. Viver mais sustentável para, inclusive, dar bons exemplos, é um desafio maior ainda. Ao mesmo tempo, é um estímulo.

Esse espaço pretende reunir dicas e informações para pais, que assim como eu, desejam cuidar e criar seus filhos em harmonia com a natureza, seja para garantir mais saúde e segurança à sua família e ao meio ambiente, seja para se preparar para educar um futuro cidadão, que precisará aprender valores essenciais à sua sobrevivência e da humanidade, como consciência ambiental, respeito ao próximo, senso de coletividade e responsabilidade pelo meio em que ele vive.

Espero que goste! Apareça sempre!

Cultivate it.