“De peito aberto”: um filme sobre amamentação que espera a sua colaboração

Amamentação novembro 18, 2015

| Ele já começou a ser rodado e conta agora com financiamento coletivo para dividir com muito mais pessoas questões importantes que envolvem a amamentação.

 

logo_depeitoaberto

Quando a maternidade bate a porta, quão prazeroso não deve ser a sensação de fazer jorrar dos seus seios o alimento mais natural e nutritivo que uma mãe pode oferecer ao seu filho. Muitas vezes o caminho é árduo, muitas dificuldades aparecem, mas quando ao final tudo dá certo, o alívio, a alegria e o sentimento de gratidão devem brotar fortemente do coração.

Por outro lado, há aquelas que não conseguem vivenciar essa maravilhosa condição quando tem um filho. Infelizmente muitas mães têm relatos tristes pra contar sobre experiências mal sucedidas na tentativa de amamentar seus bebês. Eu sou uma delas e passado quase um ano do nascimento do meu filho e 11 meses de seu desmame (na verdade, eu nunca o amamentei efetivamente, conto em breve isso por aqui), hoje consigo entender melhor tudo o que passou, ainda claro, carregando fagulhas de uma frustração difícil de apagar.

Amamentar não é instintivo. O peito da mãe e a boquinha do bebê não se conectam em perfeita harmonia logo no primeiro encontro. Pelo menos, não na maioria dos casos. Até que a pega seja perfeita, muita prática, tentativa, stress, dor e suor acometem as tentativas. É nessa hora que se não existir uma rede pronta para apoiar essa mãe, já toda fragilizada pelas dificuldades que encontrou, ela sucumbe ao insucesso desses primeiros momentos, ficando a um passo de adentrar às estatísticas de mães que desmamam seus bebês precocemente.

depeitoaberto_foto_facebook

foto retirada da página do Facebook do filme “De Peito Aberto”

Aliás, que a decisão de desmamar tão cedo um filho ganha uma forcinha extra de gente pronta pra isso, com total interesse em fazer acontecer. Existe uma indústria alimentícia que lucra milhões prontinha para substituir o leite materno e profissionais de saúde bem motivados ($$$$) pra orientar a fazer isso o mais breve possível. Com tantos incentivos assim, unidos a muita desinformação, não é difícil entender o porquê muitas mães fazem essa opção.

Graziela Mantoanelli, atriz e mãe de uma garotinha de 2 anos, idealizou o documentário De Peito Aberto para contar todas as nuances que envolvem a amamentação. As dificuldades e a necessidade de apoio vindas de sua própria experiência foram o que a motivou a querer falar sobre o assunto. Depoimentos de mães que tentam oferecer o aleitamento exclusivo até os 6 primeiros meses de vida de seus filhos, além de especialistas como o pediatra espanhol Carlos González e o brasileiro Daniel Becker, fazem parte do filme. Ele, que já começou a ser rodado com recursos próprios, conta agora com um financiamento coletivo para ser finalizado.

O site que recebe as doações financeiras é esse aqui. Os valores variam de R$ 20,00 à R$ 10.000,00. A meta a ser atingida é de R$ 67.500,00 e precisa ser batida até dia 13/12/2015. É tudo ou nada! Até o momento o valor alcançado foi de R$ 10.170,00, 15% do valor total.

Incentive esse projeto. Quem apoia o aleitamento materno precisa apoiar quem quer falar mais sobre isso.

depeitoaberto_teaser_youtube