15 Coisas que você precisa saber antes de escolher pelas fraldas de pano modernas

Saúde e Cuidados fevereiro 23, 2016

Usei fraldas descartáveis em meu filho por um bom tempo, até pelo menos ele completar seus dez meses de vida. Teria sido muito bom um início menos tardio às fraldas de pano modernas, mas esse não foi o meu caso. Percebo que tem muita gestante interessada em conhecer mais sobre essa alternativa e fazer isso nessa fase em que o bebê ainda está na barriga é ótimo. Se você já se abriu a essa possibilidade, pesquisando um pouquinho mais a respeito, é quase certo que você as comprará para seu filho. Em geral, os pais que escolhem por essa opção estão preocupados em reduzir os custos familiares, diminuir seus impactos no meio ambiente e/ou garantir que a pele delicada do bebê esteja livre do contato com produtos químicos encontrados nas fraldas descartáveis. Os benefícios das fraldas de pano são tão bacanas que dificilmente você encontrará dificuldades com a dinâmica e trato no dia-a-dia.

No entanto, se você está num momento de dúvidas sobre usar ou não usar, vale muito saber algumas coisinhas que quem já utiliza pode te garantir.

Por Mary Schaubert's

Por Mary Schaubert’s

1. Tudo parecerá confuso e difícil. Mas só parecerá.

A começar pelas pesquisas. Se tua base para conhecer mais sobre as fraldas de pano é a internet, pode pedir socorro (!!!). Tem muita informação espalhada pela rede, das superficiais às mais completas, de sites de fabricantes à blogs e grupos de discussão. Quando se começa então a entender melhor sobre a proposta da fralda, ai que a coisa fica confusa mesmo. Tem de todo jeito. Tem fralda de bolso e tem fralda AIO (“all in one”ou “tudo em um” – aquelas em que recheio e fralda são fixos um ao outro). Tem fralda noturna e tem fralda diurna. Com botões e só com velcro. Com um, dois ou três absorventes e esses podem ser de algodão, melton, microfibra e mais alguns. Muita coisa, nao?! Mas é que cada um tem sua função, um é mais adequado pra isso, outro mais pra aquilo… O lance é ter muita calma nessa hora e tentar se organizar um pouco sobre tudo o que falam. Reúna aquele conteúdo que mais lhe interessa e busque respostas pontuais para as suas dúvidas. No mais, só a prática lhe ajudará a entender melhor. E posso garantir, é facinho, facinho.

2. Você terá vontade de desistir

Qualquer novidade exige um tempo pra gente aprender a lidar, seja ela qual for. Com as fraldas de pano não é diferente. Pode ser que muitas dificuldades apareçam até que você pegue o jeito. É um xixi que vasa, um odor que acumula no balde ou na própria fralda, um absorvente que mancha. Varais cheios em dias mais úmidos podem dar uma desanimada. Críticas e piadinhas daqueles que te acham uma mãe super retrógrada, em alguns dias, podem também te gerar AQUELE desconforto. Um cocô mais explosivo no supermercado também ajuda a pensar que isso não é pra você. Se está desgastante e você parece querer desistir, respire fundo. Dê uma pausa, intercale o uso com descartáveis, leia depoimentos de mães que perseveram e.. volte para as de pano. Com o tempo, a gente vai ficando mais esperta e cria soluções e macetes para todo tipo de desventura.

3. Você achará tudo caro. Repense essa questão.

Você investe em cada fralda de pano o que corresponderia a um pacote de fraldas descartáveis e isso te assusta? Então, acalme-se. O investimento inicial parece ser alto porque você o faz de uma só vez, logo no início, para montar seu estoque e começar a usar. Mas esse gasto é único e não se repetirá até o desfralde do bebê. Já as fraldas descartáveis, a cada uma que vai pro lixo, uma nova é retirada do pacote. Logo ele acaba e você precisa comprar um outro. E vai assim até seu bebê não usar mais, alguns muitos meses depois. De verdade: NÃO VALE A PENA! Não seja imediatista e pense em seus gastos a longo prazo. Aqui tem algumas continhas pra lhe fazer entender melhor.

4. Você vai ter que lidar melhor com cocô

Não é que o momento da limpeza do bumbum do neném seja um prazer. Mas, com as fraldas descartáveis, o “inconveniente” acaba rápido. A gente junta toda a sujeira ali, enrola, fecha o pacote e manda pro lixo. Fim da história. Sinto muito mas com as fraldas de pano a coisa é diferente. Você terá que lidar com o cocô e estar mais tempo em sua presença. Convenhamos. Lugar de cocô é no vaso sanitário, pra ir pro esgoto direitinho, e não no lixo doméstico, pra parar sabe Deus em qual aterro sanitário. Depois que você trocou o neném, é preciso uma higienização básica da fralda de pano antes de você juntá-las para lavar. Excesso do cocô vai pra privada e o superficial pode ser eliminado com um simples esguicho d’água. Já mais limpinhas, agora elas estarão prontas pra se reunirem com outras num balde com tampa e aguardar a sua lavagem. Tem variações nesse processo mas basicamente é assim. Cocô é algo muito natural e se observado dessa forma, enoja muito, muito menos.

5. Se prepare para possíveis maus cheiros

Uma coisa é fato. Fraldas de pano sujas cheiram mais do que fraldas descartáveis sujas. O odor do xixi e do cocô nas descartáveis conseguem ser mais sutis porque elas possuem em sua composição fragrâncias cheias de componentes químicos feitas para mascarar o cheirinho ruim. Então, tudo bem as fraldas de pano sujas cheirarem mal. O que não pode, mas acontece, são fraldas limpas cheirarem mal (cheiro de amônia forte, de arder o nariz). As razões podem variar e se acontecer, é bom ficar atento. Excesso de sabão, enxágues insuficientes e produtos inadequados podem causar facilmente odores bem desagradáveis.

6. Experiente tipos diferentes antes de investir em volume

Em média, você precisará de 20 fraldas de pano e 40 absorventes pra usar em seu filho até o desfralde, considerando lavagens mais freqüentes, dia sim, dia não, por exemplo. O número pode aumentar, é claro, se você prolongar o intervalo de lavagens, se a secagem for mais demorada, se você gostar de experimentar novidades e querer comprar sempre. Mas o que acontece, muitas vezes, é que quando a gente tá iniciando o uso, compramos toda essa quantidade de uma só vez  e de uma só marca e ai, perdemos a chance de conhecer modelos que podemos nos adaptar muito melhor . Sim, há muitas marcas, sistemas e modelos de fraldas e absorventes que podem se adequar melhor ou pior às suas preferências. Comprar pouco a pouco, de modelos e marcas variadas é um bom caminho. Gasta-se um pouco mais com frete, sim. Mas depois de conhecer algumas diferentes, poderá repetir a compra sem medo de errar. Além disso, a economia que é feita ao seu utilizar fraldas de pano em lugar das descartáveis, sobrepõe e muito custos extras. Ainda assim, estará no lucro.

7. Cuidado com os kits prontos para iniciantes

Kits prontos se apresentam como vantajosos por três motivos, em minha opinião: (1) por conta da compra em maior quantidade, os descontos podem ser realmente bons; (2) você compra e recebe o pacotão de uma vez em casa, pra começar a usar logo; (3) sendo inexperiente, é sempre bom que alguém que conhece muito mais do que você (no caso, a fabricante) lhe sugira, em tese, o melhor mix para começar. Mas acontece que nem sempre compensa essa escolha, mesmo que você seja uma iniciante. Primeiro, por se esbarrar na questão do item 5. No mercado há kits formados por 6, 8, 10 fraldas mais o dobro de absorventes. Numa tacada só você adquire metade do que vai precisar até o desfralde do seu filho, com fraldas de um só fabricante, numa seleção feita por ele. Já pensou se depois você concluir que as fraldas dessa marca não se tornaram suas preferidas e os modelos daquele kit os que menos se ajustaram ao seu gosto? Outro ponto que vale ficar atento é o que compõe o kit. Algumas fabricantes oferecem fraldas, absorventes e uma leva de acessórios  que podem até lhe interessar, mas que num primeiro momento talvez você preferisse só gastar com as fraldas.

8. O melhor jeito de usar é o seu jeito.

Não existe um jeito único para usar e cuidar das fraldas de pano. O melhor jeito é aquele que, com a prática, você mesmo encontrará. Quando a gente começa, é claro que toda instrução é bem-vinda. Ouvir de quem confecciona ou de mães como fazem no dia-a-dia, ajuda muito. Mas logo você perceberá que a questão é pessoal e o que funciona pra todos pode não funcionar pra você.

9. Você vai ter mais trabalho, mas não muito mais

É claro que fraldas descartáveis são bem práticas. Neném fez cocô ou xixi, você troca, embrulha e joga o pacote fora. Com as fraldas de pano não. Até que você as use limpas novamente, um passo a passo acontece, mas ele está longe de ocupar muito o seu tempo. Basicamente você terá trabalho em (1) limpar a fralda que estiver suja de cocô antes de colocá-la no compartimento escolhido para esperar as lavagens, (2) reunir as fraldas sujas acumuladas a cada 2 ou 3 dias e colocá-las na máquina de lavar, que cuidará desse processo sozinha; (3) ao término da lavagem, tirar da máquina e estendê-las no varal ou colocá-las em uma secadora; 4) recolhê-las secas e encaminhá-las para uso. Super, super fácil!

10. Alguns acessórios fazem diferença

Três acessórios são bem importantes e fazem a diferença no uso das fraldas de pano: (1) Um compartimento com tampa eu diria ser o principal deles. Pode ser um balde, uma lixeira ou até uma caixa organizadora, como a que adotei em casa e funciona super bem. Você precisará armazenar as fraldas e absorventes sujos em algum local até conseguir lavá-los. A tampa fica a critério de cada um mas é bem adequada para se evitar o risco de afogamentos de crianças ou animais, quando se escolhe manter o compartimento com água. Quando se prefere reservar as fraldas à seco, a tampa também vai bem para evitar que o odor das fraldas se espalhe pelo ambiente, que pode não ser arejado; (2) Uma duchinha higiênica instalada no banheiro é outro recurso que facilita a vida. As fraldas que serão armazenadas para aguardar a lavagem não podem ter cocô. Ele precisa ser eliminado antes e o seu excesso, também retirado da fralda. Um esguicho de água direcionado para o vaso sanitário limpa facilmente e você sequer precisa colocar a mão pra ajudar; (3) Outro acessório “mão na roda” é aquela sacolinha ou bolsinha impermeável. Serve para você armazenar as fraldinhas sujas quando não estiver em casa, por exemplo. Dá para mandar para o berçário também, se esse for o caso.

11. Secar ao sol e ao vento é o ideal, mas dá pra se virar se não for possível

A combinação varal+sol+vento é perfeita para secar as fraldas de pano. Depois de centrifugadas e estendidas, rapidinho elas ficam bem sequinhas. Já pra quem não possui um espaço ao ar livre, como quem mora em apartamento, é necessário pensar em algumas saídas para fazer uso das fraldas de pano: (1) pense em ter mais fraldas e mais absorventes para usar já que o tempo para secagem em seu espaço será maior; (2) prefira por modelos pockets pois você consegue secar os absorventes separados das capas. O modelo AIO (“all in one” ou “tudo em um”) tem o absorvente fixado na fralda e demora mais pra secar; (3) priorize tecidos que tenham secagem rápida, como os de  dry fit. Ao comprar, pergunte sobre mais opções ao vendedor; (4) como hipótese nada ecológica, mas funcional, tenha uma secadoras de roupas.

12. O volume do bumbum fica maior

Não tem jeito. Para maior absorção de xixi e para mais tempo sem vazar você precisa usar mais absorventes. Um, dois e às vezes, mais um fininho. Acrescente aos absorventes, o tecido da própria fralda. É muito pano no bumbum. Bem diferente da fralda descartável em que existe um gel para encapsular o xixi e mantê-lo ali mais compactado. Muito volume na bunda pode parecer e realmente trazer desconforto ao bebê. Por isso, vale prestar muita atenção aos horários em que o neném faz mais ou menos xixi, quando isso é possível. Observe se precisará estender mais a troca da fralda ou se poderá trocar em um intervalo de tempo menor. Uma troca não é igual a outra. Pode ser que você precise de mais ou menos absorventes.

13. Mães experientes são fontes seguras de aprendizado

Por isso vale procurá-las e trocar muitas ideias. Elas possivelmente já tiveram as mesmas dúvidas que você está tendo, já passaram por dificuldades e descobriram um jeito de lidar com elas. Possuirão na ponta da língua a indicação mais criativa e econômica para solução de qualquer problema. Se você não conhece nenhuma mãe que faça uso das fraldas de pano modernas, busque-as em grupos de discussão na internet, como esse e esse aqui.

14. Você pode não querer usar em seu recém-nascido 

O primeiro mês com um bebê em casa geralmente não é fácil. A fase é de adaptação e muitas mudanças e ajustes são necessários não só para entender esse novo serzinho, mas para reconfigurar toda a família. Será muito natural se você achar que ainda não é o momento de se enveredar para as fraldas de pano, afinal, embora o trabalho seja mínimo, ele existe e te exigirá mais do que as fraldas descartáveis. Tudo dependerá de sua convicção, de sua disposição física, do apoio que você receberá nesse período. Mães mais destemidas têm grandes chances de usar desde o comecinho. Mães mais comedidas podem preferir usar as descartáveis num primeiro momento. E está tudo bem. Inicie o uso quando se sentir preparada. Só não vale desistir.

15. O berçário do seu filho pode recusar o uso

Muitos berçários não aceitam crianças usando fraldas de pano porque julgam serem muito trabalhosas. Se estiver na fase de pesquisa de algum para o seu filho, não deixe de perguntar se permitem o uso ou não. Pode ser que alguns já tenham políticas a esse respeito bem definidas, não permitem e pronto, e ai realmente fica difícil ter a chance de argumentar. Mas caso contrário, mesmo que algum berçário hesite no começo, mas lhe dê alguma abertura para conversar, aproveite e marque para apresentar-lhes as fraldinhas. Demonstrar que você compreende as motivações para tais receios e se colocar no lugar deles pode estabelecer uma primeira conexão e uma abertura ainda maior para ser ouvida. Seja esperta e apresente facilidades. Leve modelos mais simples e práticos de fraldas, com absorventes já inseridos dentro do bolso ou opções tudo em um. As bolsinhas impermeáveis se venderão como amigas da praticidade e higiene. É bom informar que ao invés de jogar a fralda fora, elas só precisarão ser colocadas ali e entregues ao final do dia aos pais quando a criança for embora. O descarte correto do cocô no vaso sanitário também pode ser um argumento a favor da saúde e do meio ambiente. Lembrar que o berçário terá uma atitude fortemente sustentável se agir assim, pode contribuir para que ele observe sua opção com um olhar muito ainda mais positivo.

6 Comentários em 15 Coisas que você precisa saber antes de escolher pelas fraldas de pano modernas

  1. Adriana

    Li tudo com muita atenção. Seu texto foi altamente esclarecedor. Eu pensava que existissem “regras definidas” para o uso das fraldas, mas seu texto veio comprovar que tudo é uma questão de adaptação e experimentar. Muito obrigada!

    • Fernanda

      Oi Adriana! Muito obrigada por sua visita e por deixar um comentário. Pois é, não existe um único jeito. Cada um faz como é melhor e mais prático para si. É bem tranquilo. Espero que escolha por esse caminho. Um beijo.

  2. Sandra

    Boa tarde, gostei muito das informações. No entanto estava ansiosa esperando que fosse indicado alguns modelos que você já usa e aprovou.

    • Fernanda

      Oi Sandra, boa tarde! Obrigada por sua visita em minha página. Ela está deixando de ser blog para se tornar um clube de assinaturas. Você se interessa por conhecê-lo? É o clube.mamaeverde.com.br. Estamos preparando uma forma de fazer as melhores recomendações de marcas de fraldas ecológicas para o público interessado. Se puder, registre seu e-mail ao final da página para acompanhar nosso lançamento, sem compromisso! Um abraço e obrigada!

  3. Luciane Andrade

    Nossa estou deixando de usar fraldas de pano, o mau cheiro é horrível, não uso produto químico, faço lavagem com bastante água fria e quente também, mas nada tira o mau cheiro. Meu marido me proibiu de usa-las.

    • Fernanda

      Olá Luciana! Que pena! E qual o caminho você encontrou? Beijo!

Deixe um comentário